Uma fábrica de corantes em Mumbai, acusada de despejar resíduos sem tratamento no rio Kasadi, foi fechada após ativistas animais atentaram para cães com coloração azulada caminhando pelas ruas próximas a uma zona industrial.

Segundo o jornal indiano “Hindustan Times”, o rio Kasadi recebe tanto lixo industrial sem qualquer tipo de tratamento que seus níveis de poluição estão atualmente 13 vezes acima do limite considerado seguro para seres vivos. A região onde os cães vivem tem cerca de mil indústrias, ainda de acordo com o jornal, entre companhias farmacêuticas, de alimentos e engenharia. Mais de 75 mil pessoas trabalham no local.

De acordo com guias de controle de poluição, as águas de um rio que tenha mais de 3 miligramas por litro de demanda bioquímica de oxigênio (BOD, na sigla em inglês) são impróprias para consumo humano, e acima de 6 mg/L peixes já não sobrevivem. Um teste realizado pela Corporação Municipal Navi Mumbai constatou que a BOD do rio Kasadi chegou a 80 ml/L.

A Horizon Technology preparou uma nota de aplicação intitulada “Simple Quality Control Qualification of FD&C Colors from Sport Drinks and Fruit Juice Beverages using Automated Solid Phase Extraction and a Portable Spectrometer” em que mostra como facilmente isolar os corantes FD&C Blue No. 1  e FD&C Yellow No. 5 usando a técnica de Extração em Fase Sólida e um espectrofotômetro portátil. Para acessá-la clique aqui.

 

Fontes:

https://www.ndtv.com/india-news/mumbai-factory-shut-for-dumping-dye-after-dogs-turn-blue-1740680
https://g1.globo.com/natureza/noticia/caes-ficam-azuis-apos-contato-com-residuos-quimicos-em-rio-na-india.ghtml