COMPARTILHE:
Equipamentos para processo de liofilização

Equipamentos para processo de liofilização

Como funciona o processo de liofilização?

De maneira geral, a liofilização é um processo que consiste na retirada de água (e outros solventes) de uma amostra, através do processo de sublimação que é a passagem do estado sólido para o gasoso, sem passar pelo estado líquido.

Este processo permite preservar as características organolépticas, tais como, cor, brilho, luz, odor, textura e sabor, assim como a forma original do produto. Portanto o mesmo pode ser facilmente restabelecido quando hidratado. Desta forma, por trabalhar em baixas temperaturas, é ideal, ainda, para amostras termo-sensíveis, tais como enzimas. Além disso, preserva as amostras ao inibir reações enzimáticas e oxidativas, que normalmente acontecem na presença de água. Ainda aumenta as validades dos produtos, que podem ser armazenados em temperatura ambiente por anos.

A princípio, para iniciar a liofilização é necessário que a amostra esteja completamente congelada. Logo após a associação de baixa temperatura e pressão permite a retirada do solvente por sublimação. Como resultado, é obtido um produto com estrutura porosa, bem como, livre de umidade que pode facilmente ser reconstituído por adição de água.

Por que liofilizar?

Na indústria alimentícia este método se destaca por preservar a qualidade nutricional dos alimentos. A chamada “comida de astronauta” é uma opção leve (uma vez que é retirado até 90% de água/solventes do produto), nutritiva e que mantém o sabor e aroma do produto in natura.

Bem como na área de pesquisa e indústrias farmacêuticas se destaca por permitir preservar enzimas, leveduras e outros micro-organismos. Como também derivados do sangue, células, vacinas, vírus, soros, algas entre outros.

Dentre as vantagens deste método estão por exemplo, a dosagem acurada, baixa atividade enzimática, fácil reconstituição, possibilidade de fabricação estéril.

Assim como as aplicações mais recentes estão: a preservação de flores e animais, documentos e livros antigos ou recuperados de enchentes, taxidermia, bancos de ossos e tecidos para implante.

Liofilização x desidratação

DESIDRATAÇÃO

LIOFILIZAÇÃO

Não preserva estrutura molecular do produto (alteração da forma).

Preserva a estrutura molecular do produto (mantém a forma).

Não pode ser reconstituída pela adição de água.

Reconstituição do produto à sua forma in natura pela adição de água.

Altera significativamente as características organolépticas

Não altera características organolépticas

Perda de nutrientes

Mantém o valor nutricional

Altas temperaturas (desnaturação de proteínas, perda de compostos voláteis, formação de camadas duras e impermeáveis)

Baixas temperaturas (preservação de estruturas e atividade proteicas e compostos voláteis, mantém a estrutura e forma poros que facilitam a reidratação)

Equipamentos para processo de liofilização

 

Ainda ficou com dúvidas quanto ao processo de liofilização ou sobre as especificações dos nossos equipamentos? Entre em contato e  fale com um de nossos especialistas.

Lembrando que você pode adquirir nossos equipamentos por Importação Direta. Contando com a experiência da Biovera na preparação da documentação em acordo com as normas da Aduana Brasileira.

Usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao prosseguir aqui, entendemos que você está ciente e concorda com o uso de cookies, a política de segurança e proteção de dados, e os termos de uso e de privacidade da BIOVERA. Consulte a política de dados aqui.