Compartilhe:
Chiller para Rotaevaporador

Chiller para Rotaevaporador

O chiller para rotaevaporador traz uma série de benefícios para o usuário.

Primeiramente, como já falamos em outros artigos, vamos reforçar que o mesmo equipamento possui diversos nomes.

Portanto, Rotaevapodador é o mesmo equipamento de laboratório que um evaporador rotativo, evaporador a vácuo, evaporador rotatório ou rotavaporador, dentre outros.

Voltando ao nosso assunto…

Muitos clientes ainda utilizam água da concessionária, a famosa “água da torneira” para a refrigeração do condensador do rotaevaporador.

Entretanto, as desvantagens existentes são impactantes e esta prática deve ser repensada, pois mais diante os problemas são percebidos e praticamente todos os usuários optam posteriormente pela aquisição de um chiller para rotaevaporador.

Mas o que é um Chiller?

O chiller é um equipamento de laboratório que possui sistema de refrigeração ativo (via compressor) e uma bomba de circulação, que permitirá circular a água entre o chiller e o rotaevaporador,  trabalhando assim em um sistema fechado, livre de consumo de água.

No display do chiller ajustamos a temperatura desejada para refrigerar o condensador.

Imagem 1 - Chiller Julabo F250 para rotaevaporador
Imagem 1 – Chiller Julabo F250 para rotaevaporador

Mas por que utilizar um chiller para rotaevaporador?

O Chiller para rotaevaporador traz muitas vantagens para os processos de destilação, como por exemplo:

1 – O chiller elimina o consumo de água

2 – O chiller permite temperatura controlada o ano inteiro

3 – O Chiller garante uma vazão constante

4 – O chiller evita problemas de troca térmica no condensador

Descreveremos adiante como a utilização de um chiller para evaporador a vácuo é vantajosa para os clientes.

 

1 – O chiller elimina o consumo de água

Atualmente, todos estão preocupados com o consumo de água em um laboratório.

Portanto, eliminar uma fonte de consumo elevada traz um retorno econômico muito grande.

Quando falamos de um laboratório em uma universidade, estamos falando basicamente do custo de água da concessionária local.

Em uma indústria, estamos falando em reduzir o custo de captação, tratamento da água e posterior tratamento do efluente.

Portanto, independente do tipo de cliente, existe um custo considerável nestes casos.

Para um rotaevaporador a vácuo em escala laboratorial, estimamos um consumo de água de 4 litros por minuto.

Para 6 horas de trabalho diárias, já temos um consumo de 1.440 litros por dia !

Se considerarmos o uso do rotaevaporador a vácuo por 20 dias em um mês, estamos falando de 28.800 litros de água mensalmente…… em um ano teremos um consumo de 345.600 litros de água !

E quanto isso custaria?

 Muito dinheiro ….. com o valor do metro cúbico em R$ 10,00, teremos um gasto anual de quase R$ 3.500,00 

 Mas muitos clientes falam: mas este gasto é baixo perto do preço do chiller !

Mas quantos anos dura um chiller? 15 ou 20 anos é bem provável para um equipamento de alta qualidade.

Não esqueçamos que a cada dia que passa a água se torna um produto cada vez mais escasso, mais caro e, portanto, também precisamos considerar as questões ambientais, que muitas vezes tem valor intangível.

Muitas empresas possuem certificação ambiental e metas cada dia mais “apertadas” para consumo de água, e portanto utilizar um chiller, seja em um roptaevaproador, ou outras aplicações, se torna quase uma obrigação.

E o custo da ineficiência do processo sem um chiller? Vamos falar então do item 2

 

 2 – O chiller permite temperatura controlada do rotaevaporador o ano inteiro

A utilização de um chiller para rotaevaporador a vácuo traz outra vantagem imensa: Temperatura controlada, estável, o ano inteiro.

O Brasil é um país com grande variação de temperatura, e, portanto, esta condição de estabilidade da temperatura é muito importante.

Você já reparou na diferença na temperatura da água da torneira durante um dia? Meça a temperatura da água as 8:00 da manhã e depois as 16:00 da tarde.

Certamente haverá uma grande diferença, podendo chegar facilmente a 8ºC.

E ao longo do ano? Compare a temperatura da água no verão e no inverno. Podemos ter quase 15ºC de diferença entre elas.

Portanto, é comum clientes perceberem uma grande diferença de performance do sistema de destilação ao longo do dia e ao longo do ano, principalmente se eles possuem rotinas com o mesmo tipo amostras.

Mas e qual é a solução? 

Simples: Utilizar um Chiller !

 Durante o dia inteiro, todos os dias do ano, sua temperatura será sempre a mesma, constante !

E por que é importante para o rotaevaporador termos uma temperatura constante?

Lembra quando falamos em outro post sobre como ajustar seu rotaevaporador?

Falamos também que a temperatura do condensador é quem vai permitir a condensação do vapor? Lembra que falamos também que a bomba de vácuo pode “puxar” o solvente ainda no estado de vapor ?

Agora imaginemos que o seu rotaevaporador está ajustado, tudo funcionando perfeitamente, mas depois de 6 horas de trabalho a temperatura do condensador está 5ºC a mais do que no início da manhã.

Como estará a eficiência de condensação do solvente? Será que parte dele está sendo “puxada” pela linha de vácuo?

Portanto, para garantir que seu processo não mude ao longo do tempo e que você tenha total recuperação do solvente extraído da sua amostra, a presença do chiller se faz essencial para um bom controle de processo !

3 – O Chiller garante uma vazão constante de água no condensador do rotaevaporador

E por que o Chiller garante uma vazão constante? Porque nele existe uma bomba de circulação que opera com velocidade fixa e vazão constante.

Portanto, sempre o mesmo volume de água irá passar na serpentina de refrigeração do condensador do rotaevaporador.

Além disso, em um chiller para rotaevaporador temos um sistema de bombeamento construído para a função de troca térmica, promovendo elevada vazão com baixa pressão.

Esta característica faz com que a troca térmica seja adequada, pois um fluxo turbulento é gerado ao invés de um fluxo laminar, sendo, portanto, a melhor condição para remoção de calor do condensador.

Em alguns clientes que utilizam “água da torneira” já presenciamos problemas de vazão.

Em algum outro lugar do laboratório uma outra torneira é utilizada, ou um destilador é ligado, e a vazão de água do condensador do evaporador rotativo é reduzida, alterando completamente o processo de destilação.

Além disso, muitas vezes a pressão é alta, podendo gerar um fluxo laminar ruim para a troca térmica no rotaevaporador, sem contar o aumento da probabilidade de vazamentos nas conexões.

 

4 – O chiller evita problemas de troca térmica no condensador

Sabemos que a “água da torneira”, seja em uma universidade ou em uma indústria, ou seja, independente da origem da mesma, pode conter elementos químicos prejudiciais a vidraria, como ferro ou sais.

Afinal, quem nunca viu em um laboratório um condensador “amarelado”? Isso se deve basicamente a deposição de partículas de ferro na vidraria.

E quem já viu um condensador com a serpentina de refrigeração “esbranquiçada”? Isso se deve a deposição de sair na vidraria.

Além da questão funcional, onde a superfície de troca térmica possui deposição de partículas que dificultam a troca térmica, temos também uma questão estética, visual.

Diante do exposto acima, temos a certeza de que a utilização de um chiller para rotaevaporador trará muitos benefícios para seu laboratório.

O Chiller Julabo F250 é ideal para esta aplicação: Possui alta qualidade, fabricado na Alemanha, e atende tecnicamente a todas as necessidades de um Rotaevaporador.

E quem é a Julabo?

A Julabo é líder mundial em fabricação de equipamentos para controle de temperatura. Fabrica seus equipamentos na Alemanha com máxima qualidade, certificada ISO 9001, com constante desenvolvimento de novas tecnologias.

Mas você precisa refrigerar mais de um rotaevaporador simultaneamente?

Temos em nosso portfólio muitos modelos de Chiller e um deles atenderá a sua demanda.

Utilizar um único chiller para vários rotaevaporadores faz com que o investimento por rotaevaporador seja maximizado também.

Por exemplo, o modelo F500 da Julabo comporta refrigerar o condensador de 2 ou 3 rotaevaproadores simultaneamente, dependendo do tipo de solvente e do tamanho do balão de evaporação.

Outro ponto importante para lembrarmos: Precisamos preencher o chiller com um fluido térmico, que depende da temperatura de trabalho que será definida.

Leia nosso post sobre fluidos térmicos e lembre-se que, se for utilizar água, não recomendamos temperaturas abaixo de 5ºC e que também é necessária a utilização de um sanitizante para evitar a proliferação de algas e bactérias, como por exemplo o Aqua Stabil.

Para auxílio na correta especificação do Chiller para outras aplicações, entre em contato com nossos especialistas treinados na Julabo para lhe conferir o suporte adequado.

Ah, e se precisar de um rotaevaporador de qualidade, consulte os modelos do nosso portfólio e leia mais no post: O que é e como funciona um Rotaevaporador.