Compartilhe:
O que é um forno mufla e suas principais características 1

O que é um forno mufla e suas principais características

Neste artigo O que é um forno mufla e suas principais características, vamos utilizar como referencia os fornos da Nabertherm.

O Forno Mufla ou Forno de Câmara é um equipamento utilizado em aplicações que exijam altas temperaturas. O Forno Mufla consiste basicamente em uma câmara metálica externa com um revestimento composto por material refratário. A Nabertherm só utiliza material refratário não carcinogênico nas suas muflas. Além disso, o forno mufla possui resistências elétricas que são capazes de elevar a temperatura de 200°C até 1.800°C.

Dependendo da temperatura máxima desejada, o material da resistência / elemento de aquecimento pode variar, sendo de fios de FeCrAl (Ferro-crômio-alumínio) para temperaturas até 1.400°C ,como o L(T) e o L(T) ;  Carboneto ou Carbeto de silício (SiC) para temperaturas de até 1.600°C, como o LHTC ou dissilicídio de Molibidênio (MoSi2) para temperaturas de 1.600°C a 1.800°C, como o LHT.

A vida útil de um elemento de aquecimento diminui consideravelmente quando é usado continuamente em sua temperatura máxima; portanto, sempre deve ser selecionado um forno com temperatura máxima de pelo menos 50°C a mais do que a temperatura que será usada continuamente.

Abertura do forno Mufla

O forno Mufla pode possuir uma porta com abertura para baixo, que pode ser utilizada como uma bandeja ou prateleira para o usuário, porém quente ou uma porta com abertura para cima, que mantem a superfície quente longe do usuário e se ficar parcialmente aberta também pode ajudar a acelerar o resfriamento, se houver necessidade.

A Nabertherm permite que o cliente opte por qual tipo de porta desejar, sem nenhum custo extra.

Forno com porta de abertura para baixo - tipo bandeja
Forno com porta de abertura para baixo – tipo bandeja

 

O que é um forno mufla e suas principais características
Forno com abertura para cima – mantem a superfície quente longe do usuário.

Outro ponto importante é o controle da temperatura, a escolha do tipo de controlador PID permite o uso de rampas e patamares com quantidade de segmentos variados. Como também a inclusão de algum acessório, como por exemplo uma chaminé com ventilação, para remoção de gases, e o uso de softwares para registro e gravação dos processos.

Principais Aplicações

Os Fornos Muflas podem ser utilizados para uma grande variedade de aplicações, como:

  • têmpera
  • revenimento
  • recozimento
  • envelhecimento
  • calcinação
  • análise química
  • quantificação de metais
  • sinterização
  • análise de cinzas, dentre outras.

Para escolher o forno mufla ideal é necessário conhecer bem a aplicação do usuário, pois algumas características são imprescindíveis, para o funcionamento correto. Por exemplo, para análise de cinzas o forno precisa permitir um controle de entrada de ar, que dever ser aquecido antes de entrar em contato com a amostra, e para esse fluxo ser intenso, e permitir a total combustão, há a necessidade de uma chaminé mais alta e larga.

Conheça mais sobre essa aplicação aqui: Incineração e Análise de cinzas com forno Mufla

Outro exemplo, é quando a amostra ao ser aquecida promova respingos do material, como o vidro, nesse caso a mufla tem que ter uma camada de revestimento que proteja os elementos de aquecimento, para que eles não sejam atingidos e tenham sua vida útil reduzida.

Algumas aplicações precisam que sejam adicionados acessórios como por exemplo acesso para atmosferas modificadas, que não sejam explosivas ou inflamáveis.

Está precisando de um forno Mufla? Entre em contato e fale com um de nossos especialistas.

Lembrando que você também pode adquirir seu equipamento por Importação Direta, contando com a experiência da Biovera na preparação da documentação em acordo com as normas da Aduana Brasileira.

Gostou do artigo sobre O que é um forno mufla e suas principais características Visite também nosso blog e conheça mais sobre este e outros equipamentos para laboratório.