Compartilhe:
Teste de vazamento em reatores de alta pressão 3

Teste de vazamento em reatores de alta pressão

O Teste de vazamento em reatores de alta pressão é de extrema importância pois os sistemas de alta pressão devem ser livres de vazamento, garantindo assim um alto nível de segurança durante a operação.

Os clientes ficam cada vez mais exigentes em melhorias de qualidade no desempenho dos produtos e não querem reatores de alta pressão que vazem.

Devido a isto, a Berghof realiza os testes de estanqueidade como método de controle de qualidade.

Portanto, o teste será para ver se há vazamento que podem ser de uma montagem: aperto insuficiente de conexões; falta de vedação ou outro componente da montagem; usinagem mal feita de superfícies concordantes; anéis de vedação danificados; e uma série de outras razões que não têm nada a ver com a mais comum das razões para o teste: a de detectar vazamentos causados por porosidade de corpos fundidos.

Existem vários métodos de teste de vazamento em reatores de alta pressão atualmente disponíveis, e significantes diferenças entre eles.

Neste artigo iremos passar uma das possibilidades para testar a estanqueidade e como avaliar e solucionar problemas de vazamentos.

Tópicos  abordados:

  1. Teste de vazamento
  •  Conexões
  • Tubos das válvulas

2. Sobre o reator de alta pressão Berghof Highpreactor

3. Vídeo

  1. Teste de vazamento em reatores 

A simulação de vazamentos que iremos abordar é de fácil realização e bem segura!

Para realizar, prepare o reator com a sua configuração de utilização para realizar um teste de vazamento!

De início, conecte no reator de alta pressão um cilindro de nitrogênio e libere o gás no reator.

Os reatores de alta pressão estão equipados com um disco de ruptura que se rompe a uma determinada presta, como por exemplo a 20 bar. Portanto, precisamos ficar abaixo da pressão máxima do seu disco de ruptura, mas o mais perto possível do limite.

Vamos agora colocar lentamente o reator sob pressão chegando a 15bar. Devemos garantir que o gás é desligado do sistema e assim desconectamos o cilindro de gás do reator, e então vamos avaliar a pressão indicada no manômetro e anotar a mesma naquele momento.

Entrada de nitrogenio - Hight pressure Berghof
Entrada de nitrogenio – Hight pressure Berghof

Você pode apenas verificar se há queda de pressão ao longo do tempo.

Se houver, podemos já ter certeza que há vazamento. Porém, temos que identificar por onde há o vazamento.

  • Conexões

Para isso usa-se um líquido de detector de vazamento em todas as conexões, que deve ser um líquido espumante que produza espuma nos pontos onde existe vazamento.

Este líquido deve ser passado em todas as conexões e juntas do reator, e observar se há formação das bolhas!

Liquido nas conexões - Reator de alta pressão Berghof Highpreactor
Liquido nas conexões – Reator de alta pressão Berghof Highpreactor

Após passar o líquido, deve-se observar se há formação de bolhas finas, indicando assim que há vazamento diretamente neste ponto, conforme exemplificado na imagem a seguir.  A figura seguinte apresenta a formação de bolhas na conexão NPT. Também devemos observar se há um vazamento com bolhas que continuam a crescer em tamanho.

Se observarmos a pressão do reator no manômetro, provavelmente terá caído um pouco.

Teste de vazamento em reatores de alta pressãoTeste de vazamento em reatores de alta pressão 1

 

Para solucionar o vazamento das conexões, basta apertar com auxílio de uma ferramenta, até cessar o vazamento. Se o vazamento continuar, recomendamos remover o acessório, inspecionar as roscas e se necessário substituir o mesmo.

  • Tubos das válvulas

Após verificar todas as conexões, vamos avaliar as válvulas para identificação de possíveis vazamentos. Para fazer isso, acoplamos um pequeno pedaço de tubo e o enchemos com o líquido detector de vazamentos.

tubo com o detector de vazamento - reator de alta pressão Berghof Highpreactor
tubo com o detector de vazamento – reator de alta pressão Berghof Highpreactor

Após injetar no interior do tubo da válvula, basta observar se há formação de bolhas, como você pode ver na figura abaixo.

vazamento do tubo da vávula - reator de alta pressão Berghof Highpreactor.
vazamento do tubo da vávula – reator de alta pressão Berghof Highpreactor

Caso haja vazamento da válvula, então deve-se resolvê-lo, que pode ser relativamente fácil de eliminar, bastando apertar a válvula com as próprias mãos. Portanto, se você fez isso e nenhuma outra bolha estiver se formando, simplesmente a válvula não estava fechada completamente. Caso não elimine o vazamento pode ser que a válvula esteja contaminada ou danificada.

Agora, se houver vazamento entre a tampa do reator e a conexão NPT, entre em contato com o serviço técnico, pois este vazamento pode ser um fio de rosca danificado e não está suficientemente apertado ou podem ser danos na tampa do reator, embora esteja ajustado apropriadamente.

    2. Sobre o reator de alta pressão Berghof Highpreactor

Todos os reatores Berghof Highpreactor são construídos e testados em conformidade com a DIRECTIVA 97/23/CE e de acordo com conjunto de regulamentos alemão AD- 2000, que verifica a construção e realiza o teste de pressão onde este é prescrito para uma marcação CE.

Portanto, os reatores recebem um certificado de inspeção documentando o funcionamento sem falhas e vazamentos após serem testados hidrostaticamente com sobrepressão.

Todos os componentes são constituídos de paredes robustas em aço inoxidável ou Hastelloy.

Os vasos e tampas do reator revestimentos com teflon (PTFE) que oferecem proteção contra materiais corrosivos como ácidos e bases, e adequados também para solventes orgânicos.

3 – Vídeo

Para este procedimento de teste de vazamento em reator de alta pressão, a Berghof desenvolveu um vídeo explicativo, em inglês. Acesse o canal da Biovera no Youtube e veja o mesmo.

 

Gostou do artigo sobre  Teste de vazamento em reatores de alta pressão? Visite nosso blog e conheça mais sobre este e outros equipamentos para laboratório.

Por fim, ainda ficou com dúvidas? Então entre em contato e fale com um de nossos especialistas e solicite a visita caso necessite de manutenção.

Esta visita será agendada de acordo com a disponibilidade e conveniência de ambas as partes.